O QUE SÃO FALÁCIAS?

Falácias

Falácias são argumentos que carregam em si algum conceito válido, porém, não que corresponde à um enunciado pautado pela lógica.

Por exemplo:

Digo à você:  “o uso de roupas confeccionadas à base de pele animal é um ato de violência ativa (de quem produz) e passiva (de quem compra).” 

Você responde: “quem é você para falar sobre violência contra animais? Olhe pra sua carteira – ela é feita de couro de avestruz!”

Tal contraposição incorre numa falácia, mais conhecida como Argumentum ad hominem (argumento de ataque pessoal / argumento contra a pessoa).

A pergunta é:

Eu teria moral suficiente para questionar tal violência?
Não!
Entretanto, o fato de eu cometer o mesmo erro que condeno não torna meu questionamento inválido, uma vez que, a verdade de uma frase não depende de quem a enuncia.

Se Hitler, Mussolini, Stálin ou qualquer outro psicopata afirmasse que,

a justiça, embora cega, por vezes executa sentenças distintas para os mesmo crimes, pois leva em consideração o ‘peso’ dos $$ de cada réu…

eles não estariam errados!

Como instalar o Java no Ubuntu com apt-get

Introdução

Como uma grande quantidade de artigos e programas necessitam ter o Java instalado, este artigo irá guiá-lo através do processo de instalação e gerenciamento de diferentes versões de Java.

Instalando o JRE/JDK padrão

Esta é a opção mais fácil e recomendada. Isto irá instalar o OpenJDK no Ubuntu 12.04 e anteriores e no 12.10+ instalará o OpenJDK7.

Instalar o Java com apt-get é fácil. Primeiro, atualize a lista de pacotes:

sudo apt-get update

Então, verifique se o Java já não se encontra instalado:

java -version

Se isso retornar “The program java can be found in the following packages”, o Java não foi instalado ainda, então execute o seguinte commando:

sudo apt-get install default-jre

Isto irá instalar o Java Runtime Environment(JRE). Se em vez disso, você precisa do Java Development Kit (JDK), que é geralmente necessário para compilar aplicações Java (por exemplo Apache Ant, Apache Maven, Eclipse e IntelliJ IDEA), execute o seguinte comando:

sudo apt-get install default-jdk

Isto é tudo que é necessário para instalar o Java.

Todos os outros passos são opcionais e devem ser executados quando necessário.

Instalando o OpenJDK7 (opcional)

Para instalar o OpenJDK7 execute o seguinte comando:

sudo apt-get install openjdk-7-jre 

Isto irá instalar o Java Runtime Environment(JRE). Se em vez disso, você precisa do Java Development Kit (JDK), execute o seguinte comando:

sudo apt-get install openjdk-7-jdk

Instalando o Oracle JDK (Opcional)

O Oracle JDK é o JDK oficial; contudo, ele não é mais fornecido pela Oracle como instalação padrão no Ubuntu.

Você ainda pode instalá-lo utilizando apt-get. Para instalar qualquer versão , primeiro execute os seguintes comandos:

sudo apt-get install python-software-properties
sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/java
sudo apt-get update

Então, dependendo da versão que você quer instalar, execute um dos seguintes comandos:

Oracle JDK 6

Esta é uma versão antiga mas ainda em uso.

sudo apt-get install oracle-java6-installer

Oracle JDK 7

Esta é a ultima versão estável.

sudo apt-get install oracle-java7-installer

Oracle JDK 8

Este é um preview para desenvolvedores, o lançamento oficial está agendado para Março de 2014. Este artigo externo sobre Java 8 poderá ajudá-lo a entender tudo sobre ele.

sudo apt-get install oracle-java8-installer

Gerenciando o Java (Opcional)

Quando existem múltiplas instalações Java em seu ambiente, a versão Java para utilizar como padrão pode ser escolhida. Para fazer isto, execute o seguinte comando:

sudo update-alternatives --config java

Ele geralmente retorna algo assim se você tiver 2 instalações (se você tiver mais, ele retornará mais, é claro):

There are 2 choices for the alternative java (providing /usr/bin/java).

Selection    Path                                            Priority   Status
------------------------------------------------------------
* 0            /usr/lib/jvm/java-7-oracle/jre/bin/java          1062      auto mode
  1            /usr/lib/jvm/java-6-openjdk-amd64/jre/bin/java   1061      manual mode
  2            /usr/lib/jvm/java-7-oracle/jre/bin/java          1062      manual mode

Press enter to keep the current choice[*], or type selection number:

Agora você pode escolher o número para utilizar como padrão. Isto também pode ser feito para o compilador Java (javac):

sudo update-alternatives --config javac

Esta é a mesma tela de seleção do comando anterior e deve ser utilizado da mesma forma. Este comando pode ser executado para todos os outros comandos que possuem diferentes instalações.

Em Java, isto inclui mas não se limita a: keytooljavadoc and jarsigner.

Definindo a variável de ambiente “JAVA_HOME”

Para definir a variável de ambiente JAVA_HOME , que é necessária para alguns programas, primeiramente encontre o caminho da sua instalação Java:

sudo update-alternatives --config java

Ele retorna algo como:

There are 2 choices for the alternative java (providing /usr/bin/java).

Selection    Path                                            Priority   Status
------------------------------------------------------------
* 0            /usr/lib/jvm/java-7-oracle/jre/bin/java          1062      auto mode
  1            /usr/lib/jvm/java-6-openjdk-amd64/jre/bin/java   1061      manual mode
  2            /usr/lib/jvm/java-7-oracle/jre/bin/java          1062      manual mode

Press enter to keep the current choice[*], or type selection number:

O caminho da instalação para cada um é:

1/usr/lib/jvm/java-7-oracle

2/usr/lib/jvm/java-6-openjdk-amd64

3/usr/lib/jvm/java-7-oracle

Copie o caminho da sua instalação preferida e então edite o arquivo /etc/environment:

sudo nano /etc/environment

Nesse arquivo, adicione a seguinte linha (substituindo SEU_CAMINHO pelo caminho copiado):

JAVA_HOME=“SEU_CAMINHO”

Isto deve ser suficiente para definir a variável de ambiente. Agora recarregue este arquivo:

source /etc/environment

Faça um teste executando:

echo $JAVA_HOME

Se retornar o caminho que você acabou de configurar, a variável de ambiente foi configurada com sucesso. Se não retornar, por favor certifique-se de ter seguido todos os passos corretamente.

tutorial: Impossível criar acesso exclusivo ao directório /var/lib/apt/lists/

Está tentando baixar ou atualizar uma aplicação via Terminal e, de repente, apareceu a seguinte mensagem de erro:

E: Não foi possível obter trava /var/lib/apt/lists/lock - open (11: Recurso temporariamente indisponível)
E: Impossível criar acesso exclusivo ao directório /var/lib/apt/lists/
E: Não foi possível obter trava /var/lib/dpkg/lock - open (11: Recurso temporariamente indisponível)
E: Não foi possível obter acesso exclusivo ao directório de administração (/var/lib/dpkg/), outro processo está a utilizá-lo?

como se resolve isso?

Abra o terminal e use os comandos:

sudo rm /var/lib/apt/lists/lock

e em seguido o comando:

sudo rm /var/lib/dpkg/lock

depois é só testar com o comando

sudo apt-get update

Gostou? Deixe o seu comentário com dúvidas e sugestões.

Conheça Hipátia de Alexandria, a primeira mulher filósofa da história

Foi por volta do ano de 355 que nasceu Hipátia,  em Alexandria, no Egito. Filha de Theon, que era matemático, filósofo, astrônomo e um dos últimos diretores do Museu de Alexandria, ela decidiu seguir os caminhos do pai em busca do conhecimento. Mas isso lhe custou a vida: foi assassinada por defender o racionalismo científico grego (a do raciocínio como lógica de pensamento). Hoje, Hipátia é considerada a primeira mulher filósofa que a humanidade tem registros. Conheça a sua história:

Educação e trabalho

Ela frequentou a Academia de Alexandria e, influenciada pelo pai, estudou astronomia, religião, poesia, artes e ciências exatas. Mais tarde, foi aluna de uma escola neoplatônica em Atenas, na Grécia, na qual as doutrinas seguiam aspectos espirituais e cosmológicos do pensamento de Platão, um dos responsáveis pelo desenvolvimento da filosofia ocidental. Atuando na matemática, Hipátia desenvolveu estudos sobre a aritmética de Diofanto de Alexandria, matemático grego do século 3 a.C., considerado o pai da álgebra. Segundo estudiosos, Hipátia pretendia unificar as ideias de Diofanto com o neoplatonismo.

Hipátia ainda desenvolveu trabalhos de ciências exatas e medicina. Quando retornou ao Egito, tornou-se professora de matemática e filosofia. Com seu pai, Theon, lançou comentários sobre os Elementos de Euclides – que são 13 livros sobre geometria, álgebra e aritmética, escritos pelo matemático grego Euclides. 

Posteriormente, virou diretora da Academia de Alexandria. Ela também analisou os conceitos matemáticos da obra As Cônicas, escrita por Apolônio de Tiana, filósofo e professor grego. De acordo com historiadores, ela tornou o documento mais acessível e fácil de ser entendido. 

Reconhecimento

Poucas contribuições de Hipátia foram preservadas, pois muitos de seus projetos foram perdidos durante a destruição da Biblioteca de Alexandria, que teria ocorrido no século 6. Um de seus alunos, Sinésio de Cirene, declarou que ela construiu um astrolábio (instrumento naval), um hidrômetro e um higroscópico (material que absorve água). 

Hipátia também foi professora de matemática para aristocratas pagãos e cristãos. O livro brasileiro A História de Hipátia e de Muitas Outras Matemáticas, descreve que sua inteligência a levou a ser conselheira de Orestes, que fora seu aluno e depois foi prefeito do Império Romano no Oriente. “A natureza especial de Hipátia, tratando todos os seus alunos igualmente, sendo educada, tolerante e racional, desencadeou uma série de ciúmes que resultaram em inimizades”, aponta a obra. 

Legado

Hipátia nunca se casou e não teve filhos. Como a sua morte foi muito violenta, declarou-se então que havia chegado ao fim o período antigo da matemática grega. Por ter ousado a ser professora em uma época na qual as mulheres não podiam fazer quase nada, muito menos ter acesso ao conhecimento, sua trajetória torna-se uma inspiração até hoje.

Considerada a primeira mulher matemática da humanidade, ela ganhou um filme para contar a sua história: Alexandria, que estreou em 2009. A produção espanhola tem a atriz Rachel Weisz no papel de Hipátia. Assista ao trailer.

Escrevendo a história contemporânea e investigando os fatos do passo.

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora